11/12/2014

ENTREVISTA COM MARCIO JARDIM, FUTURO SEC. DE ESPORTE DO MARANHÃO


Graduado em História (UFMA), Márcio Jardim é professor da rede pública estadual de ensino. É ex-vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (Une), foi secretário de relações institucionais e federativas da Prefeitura de Maricá (RJ) e também da Prefeitura de São Luís (MA).


1- Secretário, depois de uma campanha histórica no estado do Maranhão como que você ver as mudanças que se precisa fazer para tirar o povo do atraso?

-Mudanças necessárias. Que urgem face o enorme atraso de décadas acumuladas com uma política baseada no clientelismo e patrimonialismo, onde o publico se confundia com o privado. Onde a riqueza se concentrava nas mãos de poucos e a pobreza era distribuída entre milhões. E as mudanças não serão só de pessoas. Mas, sobretudo, de conteúdo, de método.


2- O governador eleito Flávio Dino lhe nomeou para a Secretaria de Estado de Esporte e Laser, quais suas expectativas para sua gestão?
-Nosso compromisso é fazer uma gestão muito compartilhada, horizontalizada pelo amplo diálogo que praticaremos permanentemente. Proporcional as dificuldades e limitações orçamentárias é nossa disposição para o trabalho. O Governador Flavio Dino tem muita sensibilidade sobre a questão do esporte. Assim, nossa expectativa é a melhor possível.

3- O esporte em nosso estado tem muitas carências devido ao descaso e abandono dos locais de suas práticas. Você e sua equipe já fizeram o levantamento do trabalho que se precisa fazer?
-Temos poucas praças esportivas pro tamanho de nossas demandas, e, como você mesmo mencionou, grande parte delas estão sucateadas. Para uma boa ação "curativa" melhor que tenhamos um bom diagnóstico. Nesse sentido já estamos iniciando o que chamamos de "censo do esporte", cujo objetivo é ter esse mapeamento do que dispomos minimamente  para a    prática e vivência do esporte e lazer município a município.
4- Como sabemos que o Maranhão é muito grande, a secretaria vai descentralizar e levar as políticas públicas de esportes para todos os municípios do estado?
-Um dois eixos de nosso programa é a interiorização. A orientação e disposição do Governo é empreender um ousado programa de obras que vise levar aos 21 municípios com mais baixo IDH - Índice de Desenvolvimento Humano -, pelo menos um equipamento esportivo multiuso e ampliar estes equipamentos onde eles já existem. Queremos, por exemplo, já em 2015, dobrar o numero de municípios participando do JEMS - Jogos Escolares Maranhenses.

5- Pretende fazer uma gestão transparente e cobrar das prefeituras os projetos feitos em convênios com o estado?
-Nossa relação será de parceria e de reconhecimento aqueles que invistam no esporte. Quanto mais um município investir com transparência e compromisso no esporte mais terá apoio do Governo do Estado.

6- Em relação ao futebol, quais incentivos que a secretaria vai propô para os times maranhenses?
-Vamos ser parceiros do nosso futebol profissional. Não podemos perder de vista que nossos clubes também têm suas divisões de base. Eles investem no esporte amador. Faz bem pra elevar pra auto estima do estado ver seus clubes em competições nacionais, como o Sampaio brigando pelo acesso a Serie A. Uma de nossas propostas é revigorar o programa NOTA NA MÃO, de maneira que o Governo possa estimular uma cidadania fiscal e ao mesmo tempo ajudar financeiramente os clubes do futebol profissional.

7- E as outras modalidades com a aproximação dos Jogos  Olímpicos Rio 2016 vai se ter uma atenção especial para esses esportes?
-Como já mencionei nossa gestão será de participação e diálogo. Queremos as diversas federações das múltiplas modalidades esportivas como espécie de "co-gestores" da SEDEL. 
Infelizmente nosso país ainda não trata a questão do esporte na mesma proporção de sua importância, o orçamento que se destina aos órgãos de gestão esportiva revela um pouco isso. Esperamos que a Olimpíada de 2016 deixe seus legados, um dos quais despertar a consciência para necessidade de maiores investimentos no esporte educacional, na base. Grandes potências olímpicas como Cuba, Canadá, Rússia... Só o são porque investem muito no esporte educacional.

8- O nosso vem passando por uma enorme crise entre os jovens que é as drogas. O que a secretaria  vai fazer para tirar esses jovens do mundo das drogas através do esporte?
-Uma das estratégias é oferecer as condições para a pratica esportiva. Daí porque nossa centralidade no investimento em infraestrutura esportiva. Educação e esporte são as duas principais ferramentas para disputar nossa juventude contra as drogas, o álcool, o ócio... Por isso, tenho dito reiteradamente que o esporte tem dimensão estratégica para o desenvolvimento do nosso estado.

9- Haverá mudanças no Estádio Castelão em relação ao gramado que vem gerando muitas reclamações ao longo da Série B e C de 2014?
-Vamos fazer nossa parte de cuidados e manutenção. De outra parte, que depende da FMF e dos clubes, um calendário que dê condições de recuperação de jogo a jogo,  harmonizaria bem para um gramado sempre em boas condições de jogo. 

10- O que o povo maranhense pode esperar do Sec. Marcio Jardim?
-Um secretário que não vai roubar, não vai deixar roubar e vai trabalhar!

Este blog agradece pela atenção. Boa sorte!
http://2.bp.blogspot.com/-MuHir25mT6I/VHhh3j67aoI/AAAAAAABKxc/c2Ju0OzcnXk/s1600/marcio%2Bjardim%2Bcastel%C3%A3o.jpg

0 comentários :

Postar um comentário